Fale Conosco
RJ: (21) 3382-9100
SP: (11) 2157-7092

Google Plus

Como dimensionar uma rede Wi-Fi corporativa

13•02•2017

Responsável pelo background da maioria das ferramentas tecnológicas e produtividade do colaborador, o Wi-Fi ainda tem o planejamento deixado de lado

É fato que Wi-Fi é uma das tecnologias mais importantes do século. O dispositivo de rede sem fio viabiliza operações complexas como a Internet das Coisas até tarefas mais simples, como conexão para um celular, por exemplo. Se a importância desse tipo de conexão é reconhecida no mercado, por que empresas e indústrias ainda enfrentam tantos problemas com redes Wi-Fi?

A simplicidade e democratização do Wi-Fi podem ser considerados como fatores que atrapalham a utilização corporativa e industrial desse tipo de tecnologia. Demandando um bom grau de cobertura, segurança, alta disponibilidade e alta velocidade de conexão, redes Wi-Fi corporativas e industriais demandam maior performance do que as residenciais, exigindo serviço especializado na instalação e configuração.

As principais dificuldades em redes não planejadas são: falta de cobertura, baixo tráfego de dados e problemas com atualização/reparos na rede. Esses obstáculos de segurança e disponibilidade podem ter impacto direto na operação de qualquer empresa/indústria, independentemente da sua vertical, já que o WiFi está diretamente ligado a atividades diárias dos colaboradores, além de garantir o perfeito funcionamento dos aparatos tecnológicos.

Com tantos prejuízos que a falta de conexão pode trazer, como transformar minha rede WiFi em um ambiente planejado? Primeiramente você deve deixar o conceito de que qualquer tipo de infraestrutura Wi-Fi é igual, sem diferença. Hoje players especializados no desenvolvimento de ambientes de redes de alto desempenho utilizam softwares específicos para essa ação, apontando falhas na cobertura, melhores canais de conexão e instalação de pontos de acesso em locais corretos, por exemplo. Com essas ações planejadas e aferidas via software, todos os problemas já citados podem ser evitados, garantindo produtividade máxima para colaboradores e ferramentas que dependam da utilização do WiFi.

Outra vantagem operacional é a adoção em uma gerência centralizada, que permite a visualização de todos os pontos de acesso de maneira única, visibilidade de todo uso e tráfico da rede por região/usuário, tudo isso em tempo real. A escolha de um bom ponto de acesso também é um diferencial de mercado, já que os equipamentos mais atualizados podem ter ações autônomas, garantindo a qualidade da conexão e serviço sem depender de ações da central de controle ou influência humana.

Além dos problemas técnicos e estruturais, o avanço das tecnologias de Wi-Fi e planejamento de rede estão quebrando outro paradigma, a “sensação de falta de segurança”. Se antes grandes empresas e usuários mais desconfiados preferiam o uso do cabo, sentindo-se mais confortável, hoje os ambientes Wi-Fi têm uma série de certificados e ferramentas que garantem um acesso seguro e confiável, conquistando pessoas que não viam o Wi-Fi com bons olhos. Serviços e produtos como esses, hoje são ofertados por empresas especializadas e a boa notícia é que nem sempre os custos são inviáveis, pelo contrário, a relação custo-benefício tem ficado cada vez melhor.

Por: Daylon de F0nter – ComputerWorld

 

Empresa de serviço de instalação e manutenção de PABX hibrido digital IP Central telefônica Servidor voz VoIP Gateway celular Interface Cabeamento rede estruturada infraestrutura dados CFTV RJ
Serviço, PABX, hibrido, digital, IP, Central, telefônica, Servidor, voz, VoIP, Gateway, celular, Interface, Cabeamento, estruturado, rede, infraestrutura, dados, CFTV